Blog

Dor no joelho: identificar a causa e prevenir lesões

A chegada do frio faz com que boa parte das pessoas diminuam a periodicidade da prática de exercícios físicos. Dessa maneira, o corpo acaba sentindo essa parada e aumentam o número de lesões, principalmente nos joelhos.

Nesse período, os consultórios de fisioterapeutas que atuam na área traumatológica e esportiva acabam recebendo um número maior de pacientes com queixas de dores nos joelhos. Normalmente, elas estão associadas a dois fatores principais: sobrecarga na articulação e fraqueza muscular.

Entre os problemas de joelho mais comuns estão a artrose, as lesões nos meniscos, nos ligamentos e nos músculos. Para diminuir o risco de surgimento desses problemas, é fundamental que a pessoa que já possui algum histórico de dores e lesões consulte periodicamente seu médico.
Saiba como identificar as causas das dores nos joelhos e como prevenir lesões.

Procure uma avaliação médica

Inicialmente, é preciso procurar um médico para avaliar se existem lesões na articulação que possam justificar a dor. O ortopedista poderá fazer um diagnóstico preciso para verificar se a dor tem origem no joelho ou se ela pode estar associada a alterações musculares, entre elas, a fraqueza muscular, as tensões ou contraturas musculares e o déficit de flexibilidade.

Faça exercícios

O exercício é o melhor aliado para prevenir dores em qualquer parte do corpo. No caso dos joelhos, quando a pessoa fortalece os músculos que dão estabilidade, a probabilidade de algum problema na região acaba diminuindo sensivelmente.
Assim, mesmo que você esteja com algum problema físico, converse com o seu médico e fisioterapeuta para que eles avaliem quais exercícios são adequados para você praticar. Esses profissionais vão reconhecer possíveis fatores de risco que podem gerar lesões e também pode indicar a maneira correta de realizar os movimentos sem gerar sobrecargas adicionais nas articulações.

Joelheira

A joelheira é uma grande aliada das pessoas que estão sofrendo com algum tipo de problema nos joelhos, principalmente quando a dor limita os movimentos. Nesses casos, a compressão elástica proporcionada pela joelheira fornece um estímulo mecânico ao joelho e, dessa maneira, alivia a dor e facilita os movimentos naturais.
Existem diversos modelos de joelheiras para serem utilizadas. Cada uma delas é indicada para um caso específico e a escolha deve ser realizada levando em consideração a indicação clínica (o tipo da lesão e o diagnóstico) e a necessidade funcional da pessoa (nível de instabilidade, de fraqueza muscular, etc).

Entre os modelos mais comuns estão:

Joelheiras tubulares: Geram uma compressão uniforme em torno da articulação. Elas são fechadas, devem ser vestidas pelo pé e podem conter orifícios na região anterior e central para acomodar a patela.

Órteses ajustáveis: utilizam faixas de velcros que auxiliam a controlar a compressão de acordo com a necessidade. Elas devem ser utilizadas quando o paciente apresenta alguma instabilidade leve, conhecida popularmente como “falseio”. As órteses ajustáveis também podem ter componentes metálicos flexíveis nas laterais que ajudam a evitar dobras no tecido da joelheira. Como não são vestidas pelo pé, elas são mais fáceis de serem utilizadas nos casos nos quais o inchaço ou a dor intensa impedem a movimentação.

Órteses com dobradiças metálicas: possuem hastes rígidas nas laterais que dão mais estabilidade. Elas são indicadas principalmente nos casos de lesões nos ligamentos, quando o paciente perde a estabilidade do joelho. As órteses com dobradiças metálicas são articuláveis e não limitam o movimento natural do joelho, controlando apenas os movimentos laterais que são decorrentes de estiramentos ou da ruptura de ligamentos.

Joelheira articulada com cintas cruzadas

R$133,00

2x de R$66,50

Joelheira ajustável com molas flexíveis

R$70,00



RECEBA
NOVIDADES

Quer receber nossas novidades em primeira mão?

Faça parte do nosso malling e receba dicas de qualidade de vida e conforto. Preencha seu nome e e-mail abaixo =)

CLIQUE AQUI