Blog

Como resolver o problema do ronco?

Uma boa noite de sono é essencial para que qualquer pessoa tenha um dia mais produtivo. Com as energias renovadas, é possível exercer de forma mais eficiente o seu trabalho, fazer seus exercícios diários ou se divertir sem cansar facilmente. Além de incomodar quem está por perto, o ato de roncar também pode ser indicativo de problemas de saúde. Ainda assim, muitas pessoas sequer sabem que roncam.
Atualmente, existem vários tratamentos e produtos que ajudam a solucionar esse incômodo problema. Na Hospitel, por exemplo, você pode adquirir o “travesseiro do silêncio“.  Conhecido também como “anti-ronco”, ele traz diversos benefícios para quem sofre de apneia, que é uma das principais causas do ronco. Isso acontece porque o travesseiro garante o melhor alinhamento da coluna vertebral ao deitar, além de possibilitar o relaxamento dos músculos do pescoço e garganta. O “travesseiro do silêncio” é fabricado em viscoelástico e é antialérgico, anti-fungos e anti-ácaros.

Procure um especialista

Antes de qualquer diagnóstico, é preciso saber efetivamente o que está provocando o ronco. Para isso, existem alguns exames que podem descobrir as causas que devem ser tratadas. Hoje, existem clínicas especializadas em doenças do sono que realizam exames minuciosos. Para uma avaliação mais completa, por exemplo, a pessoa pode passar a noite na clínica e os médicos, por meio de sensores que ficam conectados ao corpo do paciente, registram os batimentos cardíacos, a frequência da respiração e outros fatores que influenciam o sono.
Uma das causas mais comuns do ronco é a apneia, distúrbio que causa interrupções temporárias da respiração durante o sono. Alguns fatores, como a idade, o sedentarismo e o ganho de peso contribuem para o surgimento da apneia.
Independentemente do tratamento médico, alguns cuidados simples podem ser tomados para minimizar o problema. Entre os mais comuns estão evitar o consumo de álcool antes de dormir e tratar problemas nasais, como o desvio de septo.
Outra dica importante é procurar não dormir de barriga para cima, pois, nessa posição, a língua fica mais relaxada e isso atrapalha a respiração. Consequentemente, ao “fazer força” para respirar, a pessoa acaba roncando.

Praticar atividades físicas

Atividades físicas como a corrida, a caminhada, a natação e a musculação têm efeito terapêutico contra a apneia, pois fazem com que o paciente perca peso (uma das causas mais comuns dos distúrbios do sono). Além disso, a melhora na qualidade de vida e o próprio cansaço proveniente do esforço físico contribuem para uma noite de sono mais tranquila.

Aparelho intraoral

Quando dormimos, a língua relaxa e pode até deslizar para trás, agindo como uma espécie de barreira para o ar durante a respiração. Dessa forma, o obstáculo gera o ronco, que nada mais é do que o ar forçando passagem.  Fabricado em resina acrílica, o aparelho intraoral é feito sob medida para cada paciente. Uma vez colocado dentro da boca na hora de dormir, ele conduz a mandíbula para frente, impedindo que a língua se desloque. Assim, a passagem do ar fica livre.

Cirurgia

Se nenhum dos tratamentos resolverem o problema, a cirurgia surge como a última opção.  Ela pode corrigir defeitos anatômicos como amígdalas protuberantes, carne esponjosa ou o estreitamento anormal na garganta, que também causam o ronco.

RECEBA
NOVIDADES

Quer receber nossas novidades em primeira mão?

Faça parte do nosso malling e receba dicas de qualidade de vida e conforto. Preencha seu nome e e-mail abaixo =)

CLIQUE AQUI